Basquete

Confira a história do Basquete e as principais competições.

Quadra de Basquete

Basquete

O basquetebol também chamado de basquete ou bola ao cesto é um jogo coletivo inventado em 1891 nos Estados Unidos.



Tags: Campeonato Mundial de Basquete Feminino - Brasil 2006 - Todos os campeões mundiais de basquete - Equipes participantes, site oficial - Copa de Basquete, Mundial 2006 no Brasil - Quadro de Medalhas
Home » Basquete » Campeonatos de Basquete » Campeonato Mundial de Basquete Feminino » Brasil 2006

Tópicos desta página:
XV Campeonato Mundial de Basquete Feminino - Brasil 2006 | Mulheres | Cestinhas | Cestinha | Sedes | Mascote | Vídeos | Campeões do Campeonato Mundial de Basquete | Equipes participantes do Mundial

  Links e sites oficiais de basquete:
  • Site oficial da FIBA

XV Campeonato Mundial de Basquete Feminino - Brasil 2006

Qual foi o campeão do Campeonato Mundial de Basquete Feminino de 2006?

A equipe da Austrália conquistou o seu primeiro campeonato mundial de basquete feminino, disputado no Brasil. As australianas venceram as russas na final. Na disputa de terceiro lugar os Estados Unidos venceram o Brasil.

Classificação final do Campeonato Mundial de Basquete Feminino de 2006

1º lugar - Austrália
2º lugar - Rússia
3º lugar - Estados Unidos
4º lugar - Brasil
5º lugar - França
6º lugar - Lituânia
7º lugar - República Tcheca
8º lugar - Espanha
9º lugar - Argentina
10º lugar - Canadá
11º lugar - Cuba
12º lugar - China
13º lugar - Coreia do Sul
14º lugar - Taipé
15º lugar - Senegal
16º lugar - Nigéria

Equipes do Campeonato Mundial de Basquete Feminino de 2006

Além do Brasil (país-sede) estiveram presentes outros 15 países: Argentina, Espanha, Coreia do Sul, Austrália, Lituânia, Senegal, Canadá, França, República Tcheca, Rússia, Nigéria, Estados Unidos, China, Cuba e Taipé.

Equipe do Brasil no Campeonato Mundial de Basquete Feminino de 2006

-

Jogos do Brasil no Campeonato Mundial de Basquete Feminino de 2006

Argentina 69 x 71 Brasil
Coreia do Sul 86 x 106 Brasil
Brasil 66 x 67 Espanha
Brasil 84 x 67 Lituânia
Austrália 82 x 73 Brasil
Brasil 82 x 41 Canadá
Brasil 75 x 51 República Tcheca
Brasil 76 x 88 Austrália
Brasil 59 x 99 Estados Unidos

Quais são os grupos do Campeonato Mundial de Basquete - Brasil 2006?

Grupo A
Brasil
Argentina
Espanha
Coreia do Sul

Grupo B
Austrália
Lituânia
Senegal
Canadá

Grupo C
França
República Tcheca
Rússia
Nigéria

Grupo D
Estados Unidos
China
Cuba
Taipé

Tabela do Campeonato Mundial de Basquete Feminino - Brasil 2006

Sedes do Campeonato Mundial de Basquete Feminino de 2006

Barueri - cidade situada na região metropolitana da Grande São Paulo. Barueri está a 26,5 quilômetros do centro de São Paulo e tem 248 mil habitantes.
São Paulo - os jogos foram realizados no Ibirapuera. São Paulo é a maior cidade do Brasil e a quarta do mundo.

Campeonatos de basquete

Os campeonatos Mundiais de Basquete são organizados pela FIBA (Fédération Internationale de Basketball - Federação Internacional de Basquete em francês) em nível mundial. Regionalmente são disputados os campeonatos da Ásia pela FIBA Ásia, o Campeoanto Africano pela FIBA África, o campeonato Americano pela FIBA Americas, o Campeonato da Oceania pela FIBA Oceania e o Eurobasket, o Campeonato Europeu de Basquete, pela FIBA Europa.

Campeonato Mundial de Basquete Masculino
Campeonato Mundial de Basquete Feminino
Basquete nos Jogos Olímpicos
Basquete nos Jogos Pan-Americanos
• NBA
• Nacional Masculino
• Nacional Feminino
• Campeonato Sul-Americano
• Eurobasket
Todos

Quais foram as sedes do campeonato mundial de basquete feminino?

O Brasil sediou seu quarto Mundial em 2006, os outros torneios sediados no país foram em 1957, 1971 e 1983. A União Soviética foi sede de dois Mundiais (1959 e 1986). Os Estados Unidos nunca sediaram um Campeonato Mundial apesar de serem os maiores vencedores da competição. Confira as sedes e os campeões de cada edição:

Ano - Sede - Campeão
1953 - Chile - Estados Unidos
1957 - Brasil - Estados Unidos
1959 - URSS - União Soviética
1964 - Peru - União Soviética
1967 - Tchecoslováquia - União Soviética
1971 - Brasil - União Soviética
1975 - Colômbia - União Soviética
1979 - Coreia do Sul - Estados Unidos
1983 - Brasil - União Soviética
1986 - URSS - Estados Unidos
1990 - Malásia - Estados Unidos
1994 - Austrália - Brasil
1998 - Alemanha - Estados Unidos
2002 - China - Estados Unidos
2006 - Brasil - Austrália
2010 - República Tcheca

Árbritos escolhidos pela FIBA para o Mundial do Brasil 2006

Antonio Conde (Espanha), Chantal Julien (França), Diego Hernan Rougier (Argentina), Elena Chernova (Rússia), Fátima Aparecida da Silva (Brasil), Gabriel Chiel Baum Spalter (Uruguai), Gabriela Schaer Araya (Costa Rica), Gens Vadayattu Varghese (Índia), Heros Avanessian (Irã), Ivo Dolinek (R. Tcheca), Karolina Andersson (Finlândia), Kestutis Pilipauskas (Lituânia), Kok Yew Ho (Malásia), Ling Peng (China), Matej Boltauzer (Eslovênia), Moussa Ismaila Toure (Mali), Nadiene Renée Crowley (Canadá), Nancy Etheir (Canadá), Oscar Lefwerth (Suécia), Philippe Leemann (Suíça), Roberto Omar Smith (Argentina), Sérgio de Jesus Pacheco (Brasil), Susan Elaine Blauch (EUA), Vaughan Charles Mayberry (Austrália) e Vitalis Odhiambo Gode (Quênia)

Qual a forma de disputa do Campeonato Mundial de Basquete - Brasil 2006?

As 16 seleções foram divididas em quatro chaves com quatro equipes cada. Classificaram-se para a fase seguinte as três melhores equipes de cada grupo. Na segunda fase as equipes foram divididas em dois grupos de seis seleções cada. As quatro primeiras passaram para as quartas-de-final. A partir desta fase os jogos foram eliminatórios. Todas as partidas foram realizadas em Barueri e São Paulo (Ibirapuera). A final foi disputada em São Paulo em 23 de setembro de 2006.

Campeonato Mundial de Basquete Feminino

História : Sedes : Cestinhas : Curiosidades : Estatísticas : Logos : Troféus : Mascotes : Bolas : Campeões

Edições - Chile 1953 : Brasil 1957 : União Soviética 1959 : Peru 1964 : Tchecoslováquia 1967 : Brasil 1971 : Colômbia 1975 : Coreia do Sul 1979 : Brasil 1983 : União Soviética 1986 : Malásia 1990 : Austrália 1994 : Alemanha 1998 : China 2002
Brasil 2006 : República Tcheca 2010 : Turquia 2014 : Espanha 2018 : 2022 : 2026 : 2030 : 2034 : 2038 : 2042 : 2046 : 2050


Leia também

 

Aeroportos Radicais! As pistas de pouso e decolagem mais extremas!

Conheça os aeroportos mais radicais do mundo. Selecionamos as pistas de pouso e decolagem mais extremas de todo o mundo. Estão incluídas as pistas que são curtas, arriscadas, aviões que passam sobre a sua cabeça na praia, pistas que cruzam ruas de veículos e com semáforos para o trânsito, pistas próximas a penhascos, montanhas, entre montanhas e o mar, construídas sobre pontes, no gelo e até em areia. Confira no vídeo:

Fonte do vídeo: quetalviajar

Quem somos

O QuadroDeMedalhas.com é um site de todos os esportes. Fundado em 2006 por pessoas que gostam e admiram os mais diversos eventos esportivos. Confira aqui a programação, história, regras e as principais competições esportivas.


Contato

Sugestões? Informar erros? Dúvidas? Entre em contato.

Próximos Eventos Esportivos

Copa das Confederações - Rússia 2017
Copa das Confederações - Rússia 2017 Copa das Confederações
Pan-Americano - Lima 2019
Pan-Americano - Lima 2019 Jogos Pan-Americanos
Eurocopa 2020
Eurocopa 2020 Eurocopa