Artilheiros da Copa Libertadores da América | História da Copa Bridgestone Libertadores (antiga Taça Libertadores de América) | Clubes brasileiros na Libertadores | Campeões | Clubes | Recordes | Curiosidades | Edições |
 
 
Aplicativo de Táxi na sua cidade? Clique aqui!   |   Que tal fazer um intercâmbio para estudar e trabalhar no exterior?   |   Saiba o número de DDD das operadoras e das cidades
 
 
Publicidade




 
Artilheiros da Copa Libertadores da América

Alberto Spencer do Peñarol é o maior goleador da Taça Libertadores. Nascido no Equador e naturalizado uruguaio, Alberto Pedro Spencer Herrera fez 54 gols entre 1960 a 1972, destes 48 gols marcados pelo Peñarol e 6 gols pelo Barcelona de Guayaquil. Spencer também foi o artilheiro da primeira edição da Copa Libertadores da América, marcando 7 gols pelo Peñarol em 1960. O maior artilheiro em uma única edição foi o argentino Daniel Onega, com 17 gols pelo River Plate em 1966.

A Copa Libertadores (Taça Libertadores da América) é a principal competição de futebol interclubes da América do Sul. O torneio é organizado pela Conmebol - Confederação Sul-Americana de Futebol. As equipes mexicanas também disputam o torneio há alguns anos. A Copa Libertadores tem este nome em homenagem aos líderes da independência dos países latino-americanos.

Confira a lista com todos os artilheiros da Copa Libertadores da América.

Todos os artilheiros da Copa Libertadores da América:
Ano - Artilheiros (Equipe) - Gols
1960 - Alberto Spencer (Peñarol) - 7 gols
1961 - Walter Perazzo (Independiente) - 5 gols
1962 - Coutinho (Santos) - 6 gols
1963 - José Sanfilippo (Boca Juniors) - 7 gols
1964 - Mario Rodríguez (Independiente) - 6 gols
1965 - Pelé (Santos) - 7 gols
1966 - Daniel Onega (River Plate) - 17 gols
1967 - Norberto Raffo (Racing Club) - 14 gols
1968 - Tupãzinho (Palmeiras) - 11 gols
1969 - Alberto Ferrero (Wanderers) - 9 gols
1970 - Francisco Bertocchi (LDU) - 9 gols
1971 - Raúl Castronovo (Peñarol) e Luis Artime (Nacional) - 10 gols
1972 - Toninho (São Paulo) e Teófilo Cubillas (Alianza Lima) - 6 gols
1973 - Carlos Caszely (Colo-Colo) - 9 gols
1974 - Terto (São Paulo) e Fernando Morena (Peñarol) - 7 gols
1975 - Oswaldo Ramírez (Universitario) - 8 gols
1976 - Palhinha (Cruzeiro) - 13 gols
1977 - Néstor Scotta (Deportivo Cali) - 5 gols
1978 - Néstor Scotta (Deportivo Cali) e Guillermo Larrosa (Alianza Lima) - 8 gols
1979 - Miltão (Guarani) e J. J. Oré (Universitario) - 6 gols
1980 - Waldemar Victoriano (Nacional) - 6 gols
1981 - Zico (Flamengo) - 11 gols
1982 - Fernando Morena (Peñarol) - 7 gols
1983 - Arsenio Luzardo (Nacional) - 8 gols
1984 - Tita (Flamengo) - 8 gols
1985 - Carlos Sánchez (Blooming) - 11 gols
1986 - Juan Carlos De Lima (Deportivo Quito) - 9 gols
1987 - Ricardo Gareca (America Cali) - 7 gols
1988 - Iguarán (Millonarios) - 5 gols
1989 - Carlos Aguilera (Peñarol) e Raúl Amarilla (Olímpia) - 10 gols
1990 - Adriano Samaniego (Olímpia) - 7 gols
1991 - Gaúcho (Flamengo) - 8 gols
1992 - Palhinha (São Paulo) - 7 gols
1993 - Juan Carlos Almada (Universidad Católica) - 9 gols
1994 - Stalin Rivas (Minervén) - 7 gols
1995 - Jardel (Grêmio) - 12 gols
1996 - Anthony de Ávila (América Cali) - 11 gols
1997 - Alberto Acosta (Universidad Católica) - 11 gols
1998 - Sérgio João (Bolivar) - 10 gols
1999 - Fernando Baiano (Corinthians), Victor Bonilla e Martín Zapata (Deportivo Cali), Gauchinho e Mauro Caballero (Cerro Porteño) - 6 gols
2000 - Luizão (Corinthians) - 15 gols
2001 - Lopes (Palmeiras) - 9 gols
2002 - Rodrigo Mendes (Grêmio) - 10 gols
2003 - Ricardo Oliveira (Santos) e Delgado (Boca Juniors) - 9 gols
2004 - Luís Fabiano (São Paulo) - 8 gols
2005 - Santiago Salcedo (Cerro Porteño) - 9 gols
2006 - Nilmar (Corinthians), Borja (El Nacional), Calderón e Pavone (Estudiantes), Fernandão (Internacional), Delgado e Urrutia (LDU), Marcinho e Washington (Palmeiras), Farías e Montenegro (River Plate), Aloísio (São Paulo), Quinteros (Universidad Católica) e Ereros (Vélez Sarsfield) - 5 gols
2007 - Salvador Cabañas (América do México) - 10 gols
2008 - Salvador Cabañas (América do México) e Marcelo Moreno (Cruzeiro) - 8 gols
2009 - Mauro Boselli (Estudiantes) - 8 gols
2010 - Thiago Ribeiro (Cruzeiro) - 8 gols
2011 - Nanni (Cerro Porteño) e Wallyson (Cruzeiro) - 7 gols
2012 - Alustiza (Deportivo Quito) e Neymar (Santos) - 8 gols
2013 - Jô (Atlético Mineiro) - 7 gols
2014 - Julio dos Santos (Cerro Porteño) e Nicolás Olivera (Defensor Sporting) - 5 gols
2015 - Gustavo Bou (Racing) - 8 gols
2016 - Jonathan Calleri (São Paulo) - 9 gols
2017 -

Alberto Spencer, maior artilheiro da Copa Libertadores da América com 54 gols Daniel Onega, maior artilheiro de uma única edição da Copa Libertadores da América com 17 gols pelo River Plate em 1966
À esquerda, Alberto Spencer, maior artilheiro da Copa Libertadores da América com 54 gols pelo Peñarol e Barcelona de Guayaquil, entre 1960 a 1972. À direita, Daniel Onega, maior artilheiro de uma única edição da Copa Libertadores da América com 17 gols pelo River Plate em 1966.

Países da América Latina com os melhores IDH em 2017
Confira no vídeo quais são os países da América Latina com as melhores posições no IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) divulgado em 2017.
Fonte do vídeo: quetalviajar

 
  Copa Libertadores da América - Taça Libertadores de América
História : Campeões : Campeões Invictos : Clubes : Recordes : Curiosidades : Artilheiros : Estatísticas : Brasileiros : Troféu : Bolas oficiais

Edições - 1948 (Campeonato Sul-americano de Clubes Campeões) | 1960 : 1961 : 1962 : 1963 : 1964 : 1965 : 1966 : 1967 : 1968 : 1969 : 1970 : 1971 : 1972 : 1973 : 1974 : 1975 : 1976 : 1977 : 1978 : 1979 : 1980 : 1981 : 1982 : 1983 : 1984 : 1985 : 1986 : 1987 : 1988 : 1989 : 1990 : 1991 : 1992 : 1993 : 1994 : 1995 : 1996 : 1997 : 1998 : 1999 : 2000 : 2001 : 2002 : 2003 : 2004 : 2005 : 2006 : 2007 : 2008 : 2009 : 2010 : 2011 : 2012 : 2013 : 2014 : 2015 : 2016 : 2017 : 2018 : 2019 : 2020 : 2021 : 2022 : 2023 : 2024 : 2025 : 2026 : 2027 : 2028 : 2029 : 2030 : 2031 : 2032 : 2033

 
Publicidade


Site oficial da Copa Libertadores da América