Campeonato Carioca de Futebol

Curiosidades, campeões e história do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro.

Futebol

Campeonato Carioca de Futebol

Quem é o maior campeão estadual do Rio de Janeiro? Qual clube tem mais títulos estaduais do Campeonato Carioca? Confira nesta página!



História do Campeonato Carioca
O Campeonato Carioca de Futebol é a principal competição de futebol do estado do Rio de Janeiro. Organizado pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ), o Campeonato Carioca é disputado desde 1906. O Campeonato Carioca é o terceiro mais antigo do Brasil, atrás apenas do Campeonato Paulista (1902) e do Campeonato Baiano (1905).

O Campeonato Carioca deveria passar a se chamar "Campeonato Fluminense" após a reunificação do Rio de Janeiro, ocorrida politicamente em 1975 e esportivamente em 1979. Como o termo carioca era usado no Campeonato do antigo Distrito Federal (Rio de Janeiro) e no Estado da Guanabara ele passou a abranger popularmente todo o estado do Rio de Janeiro. Oficialmente, o gentílico "carioca" refere-se apenas às pessoas que nasceram na cidade do Rio de Janeiro, enquanto o gentílico "fluminense" engloba todo o estado, incluindo a capital. Entretanto o gentílico "carioca" é o mais utilizado, mesmo que de forma incorreta, para definir todos os habitantes de todo o estado do Rio de Janeiro. Alguns grupos tentam tornar cooficial o gentílico "carioca" junto ao atual gentílico "fluminense".

A primeira edição do Campeonato Carioca foi vencida pelo Fluminense. O torneio organizado pela Liga Metropolitana de Football (LMF) foi disputado por seis clubes: Fluminense, Paissandu, Rio Cricket, Botafogo, Bangu e Football and Athletic em sistema de turno e returno. Na segunda divisão, disputada no mesmo ano, participaram: America, Colégio Latino-Americano e Riachuelo (campeão).

Divisões e clubes do Campeonato Carioca
Atualmente, o Campeonato Carioca é disputado por 66 equipes em quatro divisões entre dezembro do ano anterior a maio (1ª Divisão) e entre maio a setembro (2ª Divisão e 3ª Divisão) e entre julho a novembro (4ª Divisão). A 1ª Divisão (Série A) tem 16 clubes; a 2ª Divisão (Série B1) é disputada por 17 clubes; a 3ª Divisão é (Série B2) disputada por 17 clubes; e a 4ª Divisão é (Série C) disputada por 17 clubes. Um clube que participa da 1ª Divisão (Série A) é rebaixado no mesmo ano e participa da 2ª Divisão (Série B1).

Promoção e Rebaixamento do Campeonato Carioca
Geralmente, dois clubes são rebaixados da 1ª Divisão (Série A) para a 2ª Divisão (Série B1) do mesmo ano; dois clubes são promovidos da 2ª Divisão (Série B1) para a 1ª Divisão (Série A) e dois clubes são rebaixados da 2ª Divisão (Série B1) para a 3ª Divisão (Série B2) do ano seguinte; e dois clubes são promovidos da 3ª Divisão (Série B2) para a 2ª Divisão (Série B1) do ano seguinte e quatro clubes são rebaixados da 3ª Divisão (Série B2) para a 4ª Divisão (Série C) do ano seguinte; e dois clubes são promovidos da 4ª Divisão (Série C) para a 3ª Divisão (Série B2) do ano seguinte.

Divisão - Promovidos - Rebaixados
1ª Divisão (Série A) - Nenhum - 2
2ª Divisão (Série B1) - 2 - 2
3ª Divisão (Série B2) - 2 - 4
3ª Divisão (Série C) - 2 - Nenhum

Vagas para a Copa do Brasil e Série D do Campeonato Brasileiro através do Campeonato Carioca
O Estado do Rio de Janeiro é o atual 2º colocado no Ranking Nacional das Federações (RNF) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), entre as 27 unidades federativas do Brasil. Esta posição possibilita à Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro distribuir cinco vagas para a Copa do Brasil e três vagas para a Série D do Campeonato Brasileiro. Os dados do RNF são de dezembro de 2019.

Maiores campeões estaduais do Campeonato Carioca

Qual é o maior clube campeão estadual do Rio de Janeiro? O Flamengo é o recordista de títulos do Campeonato Carioca com 35 títulos, seguido do Fluminense com 31 títulos, do Vasco da Gama com 24 títulos e do Botafogo com 21 títulos. Estes quatro clubes detêm juntos 111 títulos Cariocas de 122 títulos disputados entre 1906 a 2019.

A capital do estado, Rio de Janeiro, é a cidade com mais títulos do Campeonato Carioca, com 122 títulos. Os clubes da capital detêm juntos todos os títulos cariocas de 122 títulos disputados entre 1906 a 2019.

Veja abaixo a lista dos campeões Cariocas de futebol. Estão incluídos os campeões da Primeira Divisão do Rio de Janeiro. Não estão incluídas nesta lista os campeões de turnos, campeonatos de divisões inferiores, torneios extras e campeonatos de amadores, aspirantes e juvenis deste estado.

Campeões do Campeonato Carioca
Campeonato do Distrito Federal
Ano - Campeão - Vice
1906 - Fluminense - Paysandu
1907 - Botafogo e Fluminense - Não houve
1908 - Fluminense - Botafogo
1909 - Fluminense - Botafogo
1910 - Botafogo - Fluminense
1911 - Fluminense - América
1912 AFRJ - Botafogo - SC Americano
1912 LMF - Paysandu - Flamengo
1913 - América - Botafogo
1914 - Flamengo - Botafogo
1915 - Flamengo - Fluminense
1916 - América - Botafogo
1917 - Fluminense - América
1918 - Fluminense - Botafogo
1919 - Fluminense - Flamengo
1920 - Flamengo - Fluminense
1921 - Flamengo - América
1922 - América - Flamengo
1923 - Vasco - Flamengo
1924 AMEA - Fluminense - Flamengo
1924 LMDT - Vasco - Bonsucesso
1925 - Flamengo - Fluminense
1926 - São Cristóvão - Vasco
1927 - Flamengo - Fluminense
1928 - América - Vasco
1929 - Vasco - América
1930 - Botafogo - Vasco
1931 - América - Vasco
1932 - Botafogo - Flamengo
1933 AMEA - Botafogo - Olaria
1933 LCF - Bangu - Fluminense
1934 AMEA - Botafogo - Andarahy
1934 LCF - Vasco - São Cristóvão
1935 FMD - Botafogo - Vasco
1935 LCF - América - Fluminense
1936 FMD - Vasco - Madureira
1936 LCF - Fluminense - Flamengo
1937 - Fluminense - Flamengo
1938 - Fluminense - Flamengo
1939 - Flamengo - Botafogo
1940 - Fluminense - Flamengo
1941 - Fluminense - Flamengo
1942 - Flamengo - Botafogo
1943 - Flamengo - Fluminense
1944 - Flamengo - Vasco
1945 - Vasco - Botafogo
1946 - Fluminense - Botafogo
1947 - Vasco - Botafogo
1948 - Botafogo - Vasco
1949 - Vasco - Fluminense
1950 - Vasco - América
1951 - Fluminense - Bangu
1952 - Vasco - Flamengo
1953 - Flamengo - Fluminense
1954 - Flamengo - América
1955 - Flamengo - América
1956 - Vasco - Fluminense
1957 - Botafogo - Fluminense
1958 - Vasco - Flamengo
1959 - Fluminense - Botafogo

Campeonato Estadual da Guanabara
Ano - Campeão - Vice
1960 - América - Fluminense
1961 - Botafogo - Flamengo e Vasco
1962 - Botafogo - Flamengo
1963 - Flamengo - Fluminense
1964 - Fluminense - Bangu
1965 - Flamengo - Bangu
1966 - Bangu - Flamengo
1967 - Botafogo - Bangu
1968 - Botafogo - Vasco
1969 - Fluminense - Flamengo
1970 - Vasco - Fluminense
1971 - Fluminense - Botafogo
1972 - Flamengo - Fluminense
1973 - Fluminense - Flamengo
1974 - Flamengo - Vasco
1975 - Fluminense - Botafogo
1976 - Fluminense - Vasco
1977 - Vasco - Flamengo
1978 - Flamengo - Vasco
1979 - Flamengo - Fluminense

Campeonato Estadual do Rio de Janeiro
Ano - Campeão - Vice
1979 - Flamengo - Vasco
1980 - Fluminense - Vasco
1981 - Flamengo - Vasco
1982 - Vasco - Flamengo
1983 - Fluminense - Flamengo
1984 - Fluminense - Flamengo
1985 - Fluminense - Bangu
1986 - Flamengo - Vasco
1987 - Vasco - Flamengo
1988 - Vasco - Flamengo
1989 - Botafogo - Flamengo
1990 - Botafogo - Vasco
1991 - Flamengo - Fluminense
1992 - Vasco - Flamengo
1993 - Vasco - Fluminense
1994 - Vasco - Flamengo
1995 - Fluminense - Flamengo
1996 - Flamengo - Vasco
1997 - Botafogo - Vasco
1998 - Vasco - Flamengo
1999 - Flamengo - Vasco
2000 - Flamengo - Vasco
2001 - Flamengo - Vasco
2002 - Fluminense - Americano
2003 - Vasco - Fluminense
2004 - Flamengo - Vasco
2005 - Fluminense - Volta Redonda
2006 - Botafogo - Madureira
2007 - Flamengo - Botafogo
2008 - Flamengo - Botafogo
2009 - Flamengo - Botafogo
2010 - Botafogo - Flamengo
2011 - Flamengo - Fluminense
2012 - Fluminense - Botafogo
2013 - Botafogo - Flamengo
2014 - Flamengo - Vasco
2015 - Vasco - Botafogo
2016 - Vasco - Botafogo
2017 - Flamengo - Fluminense
2018 - Botafogo - Vasco
2019 - Flamengo - Vasco
2020 -

AFRJ - Associação de Foot-ball do Rio de Janeiro
AMEA - Associação Metropolitana de Esportes Athleticos
FMD - Federação Metropolitana de Desportos
LCF - Liga Carioca de Futebol
LMDT - Liga Metropolitana de Desportos Terrestres

Clubes Campeões do Campeonato Carioca
Clube - Cidade - Títulos estaduais do Rio de Janeiro (anos)
Flamengo - Rio de Janeiro - 35 (1914, 1915, 1920, 1921, 1925, 1927, 1939, 1942, 1943, 1944, 1953, 1954, 1955, 1963, 1965, 1972, 1974, 1978, 1979, 1979, 1981, 1986, 1991, 1996, 1999, 2000, 2001, 2004, 2007, 2008, 2009, 2011, 2014, 2017 e 2019)
Fluminense - Rio de Janeiro - 31 (1906, 1907, 1908, 1909, 1911, 1917, 1918, 1919, 1924, 1936, 1937, 1938, 1940, 1941, 1946, 1951, 1959, 1964, 1969, 1971, 1973, 1975, 1976, 1980, 1983, 1984, 1985, 1995, 2002, 2005 e 2012)
Vasco da Gama - Rio de Janeiro - 24 (1923, 1924, 1929, 1934, 1936, 1945, 1947, 1949, 1950, 1952, 1956, 1958, 1970, 1977, 1982, 1987, 1988, 1992, 1993, 1994, 1998, 2003, 2015 e 2016)
Botafogo - Rio de Janeiro - 21 (1907, 1910, 1912, 1930, 1932, 1933, 1934, 1935, 1948, 1957, 1961, 1962, 1967, 1968, 1989, 1990, 1997, 2006, 2010, 2013 e 2018)
America - Rio de Janeiro - 7 (1913, 1916, 1922, 1928, 1931, 1935 e 1960)
Bangu - Rio de Janeiro - 2 (1933 e 1966)
São Cristóvão - Rio de Janeiro - 1 (1926)
Paissandu - Rio de Janeiro - 1 (1912)

Cidades com mais títulos do Campeonato Carioca
Cidade - Títulos estaduais do Rio de Janeiro (anos)
Rio de Janeiro - 122

Campeões consecutivos do Campeonato Carioca

Veja a lista dos campeões consecutivos do Campeonato Carioca.

Tetracampeonatos
Botafogo: 1 vez (1932-33-34-35)
Fluminense: 1 vez (1906-07-08-09)

Tricampeonatos
Flamengo: 5 vezes (1942-43-44, 1953-54-55, 1978-79-79 Especial, 1999-2000-01 e 2007-08-09)
Fluminense: 3 vezes (1917-18-19, 1936-37-38 e 1983-84-85)
Vasco da Gama: 1 vez (1992-93-94)

Bicampeonatos
Vasco da Gama: 4 vezes (1923-24, 1949-50, 1987-88 e 2015-16)
Botafogo: 3 vezes (1961-62, 1967-68 e 1989-90)
Flamengo: 2 vezes (1914-15 e 1920-21)
Fluminense: 2 vezes (1940-41 e 1975-76)

Maiores jejuns do Campeonato Carioca
Nos esportes, um jejum refere-se a casos em que um indivíduo ou uma equipe passou por um longo período de tempo sem atingir algum objetivo. Para uma equipe, isso geralmente se refere a um período prolongado de tempo sem ganhar um campeonato. Os jejuns ocorrem por várias razões, desde má administração até má sorte. Alguns jejuns também são popularmente atribuídos a uma maldição. Em inglês é usado o termo drought ou drouth (seca) para esta situação.

Veja abaixo os jejuns de títulos dos clubes Cariocas na Primeira Divisão do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro (até 2020).

Clube - Anos sem vencer o Estadual - Último título estadual
Flamengo - 1 ano - 2019
Botafogo - 2 anos - 2018
Vasco da Gama - 4 anos - 2016
Fluminense - 8 anos - 2012
Bangu - 54 anos - 1966
America - 60 anos - 1960
São Cristóvão - 94 anos - 1926
Paissandu - 108 anos - 1912

Artilheiros do Campeonato Carioca

Ano - Artilheiro - Clube - Gols
1906 - Horácio da Costa - Fluminense - 18
1907 - Flávio Ramos - Botafogo - 6
1908 - Edwin Cox - Fluminense - 12
1909 - Flávio Ramos - Botafogo - 18
1910 - Abelardo de Lamare - Botafogo - 22
1911 - James Calvert - Fluminense - 7
1912 (LMSA) - Henry Robinson - Paissandu - 24
1912 (AFRJ) - Mimi Sodré - Botafogo - 12
1913 - Mimi Sodré - Botafogo - 13
1914 - Barthô - Fluminense - 10
1915 - Henry Welfare - Fluminense - 19
1916 - Aluízio Pinto - Botafogo - 12
1917 - Luís Menezes - Botafogo - 16
1918 - Luís Menezes - Botafogo - 21
1919 - Braz de Oliveira - São Cristóvão - 24
1920 - Arlindo Pacheco - Botafogo e Claudionor - Bangu - 17
1921 - Cecy - Villa Isabel - 15
1922 - Braz de Oliveira - Carioca - 15
1923 - Nonô - Flamengo - 17
1924 (AMEA) - Nilo - Fluminense - 28
1924 (LMDT) - Telê - Andarahy - 16
1925 - Nonô - Flamengo - 27
1926 - Vicente - São Cristóvão - 25
1927 - Nilo - Botafogo - 30
1928 - Vicente - São Cristóvão - 21
1929 - Russinho - Vasco da Gama e Telê - America - 23
1930 - Preguinho - Fluminense e Ladislau da Guia - Bangu - 20
1931 - Russinho - Vasco da Gama - 17
1932 - Preguinho - Fluminense - 21
1933 - Nilo - Botafogo - 19
1933 - Tião - Bangu - 13
1934 (AMEA) - Bianco - Andarahy - 13
1934 - Alfredinho - Flamengo - 10
1935 (FMD) - Ladislau da Guia - Bangu - 18
1935 - China - Bonsucesso - 16
1936 - Carvalho Leite - Botafogo - 15
1936 - Hércules de Miranda - Fluminense - 23
1937 - Niginho - Vasco da Gama - 25
1938 - Carvalho Leite - Botafogo - 16
1939 - Carvalho Leite - Botafogo - 22
1940 - Leônidas da Silva - Flamengo - 30
1941 - Sylvio Pirillo - Flamengo - 39
1942 - Heleno de Freitas - Botafogo - 28
1943 - João Pinto - São Cristóvão - 26
1944 - Geraldino - Canto do Rio - 19
1945 - Lelé - Vasco da Gama - 13
1946 - Rodrigues - Fluminense - 28
1947 - Dimas - Vasco da Gama - 18
1948 - Orlando Pingo de Ouro - Fluminense e Otávio - Botafogo - 21
1949 - Ademir de Menezes - Vasco da Gama - 31
1950 - Ademir de Menezes - Vasco da Gama - 25
1951 - Carlyle - Fluminense - 23
1952 - Menezes e Zizinho - Bangu - 19
1953 - Jorge Benítez - Flamengo - 22
1954 - Dino da Costa - Botafogo - 24
1955 - Paulinho - Flamengo - 23
1956 - Waldo Machado - Fluminense - 22
1957 - Paulo Valentim - Botafogo - 22
1958 - Quarentinha - Botafogo - 20
1959 - Quarentinha - Botafogo - 25
1960 - Quarentinha - Botafogo - 25
1961 - Amarildo - Botafogo - 18
1962 - Saulzinho - Vasco da Gama - 18
1963 - Bianchini - Bangu - 18
1964 - Amoroso - Fluminense - 19
1965 - Amoroso - Fluminense - 10
1966 - Paulo Borges - Bangu - 16
1967 - Paulo Borges - Bangu - 13
1968 - Roberto - Botafogo - 13
1969 - Flávio - Fluminense - 15
1970 - Flávio - Fluminense - 18
1971 - Paulo César - Botafogo - 11
1972 - Narciso Doval - Flamengo - 16
1973 - Dadá Maravilha - Flamengo - 15
1974 - Luisinho Lemos - America - 20
1975 - Zico - Flamengo - 30
1976 - Narciso Doval - Fluminense - 20
1977 - Zico - Flamengo - 27
1978 - Zico e Cláudio Adão - Flamengo e Roberto Dinamite - Vasco da Gama - 19
1979 - Zico - Flamengo - 26
1979 - Zico - Flamengo - 34
1980 - Cláudio Adão - Fluminense - 20
1981 - Roberto Dinamite - Vasco da Gama - 31
1982 - Zico - Flamengo - 21
1983 - Luisinho Lemos - America - 22
1984 - Baltazar - Botafogo e Cláudio Adão - Bangu - 12
1985 - Roberto Dinamite - Vasco da Gama - 12
1986 - Romário - Vasco da Gama - 16
1987 - Romário - Vasco da Gama - 16
1988 - Bebeto - Flamengo - 17
1989 - Bebeto - Flamengo - 18
1990 - Gaúcho - Flamengo - 14
1991 - Gaúcho - Flamengo - 17
1992 - Ézio - Fluminense - 15
1993 - Valdir Bigode - Vasco da Gama - 19
1994 - Charles - Flamengo e Túlio Maravilha - Botafogo - 14
1995 - Túlio Maravilha - Botafogo - 27
1996 - Romário - Flamengo - 26
1997 - Romário - Flamengo - 18
1998 - Romário - Flamengo - 10
1999 - Romário - Flamengo - 19
2000 - Romário - Vasco da Gama - 19
2001 - Edílson - Flamengo - 16
2002 - Fábio - Volta Redonda - 16
2003 - Fábio Bala - Fluminense - 10
2004 - Valdir Bigode - Vasco da Gama - 14
2005 - Túlio Maravilha - Volta Redonda - 12
2006 - Dodô - Botafogo - 9
2007 - Dodô - Botafogo e Marcelo Macedo - Madureira - 13
2008 - Wellington Paulista - Botafogo - 14
2009 - Maicosuel - Botafogo - 12
2010 - Vágner Love - Flamengo - 15
2011 - Fred - Fluminense e Frontini - Boavista-RJ - 10
2012 - Alecsandro - Vasco da Gama e Somália - Boavista-RJ - 12
2013 - Hernane - Flamengo - 12
2014 - Edmilson - Vasco da Gama - 11
2015 - Fred - Fluminense - 11
2016 - Tiago Amaral - Volta Redonda - 10
2017 - Paolo Guerrero - Flamengo - 10
2018 - Pedro - Fluminense - 7
2019 - Bruno Henrique - Flamengo - 8
2020 -

Curiosidades do Campeonato Carioca

• A Guanabara foi um estado criado em 1960 após a mudança da capital do Brasil do Rio de Janeiro para Brasília. Em 1834 a cidade do Rio de Janeiro foi transformada em Município Neutro, permanecendo como capital do império, enquanto Niterói passou a ser a capital da província do Rio de Janeiro. Posteriormente, o Município Neutro tornou-se o Distrito Federal. Em 1960, o antigo Distrito Federal passou a se chamar o Estado da Guanabara (com apenas uma cidade, o Rio de Janeiro), separado do Estado do Rio de Janeiro. Os dois estados foram reunificados em 1975. O Campeonato do Distrito Federal passou a se chamar Campeonato Estadual da Guanabara em 1960 e durou até 1979, quatro anos após a fusão da Guanabara com o Estado do Rio de Janeiro. O Campeonato Fluminense de Futebol foi disputado entre 1915 e 1978. No ano seguinte foi criado o Campeonato Estadual do Rio de Janeiro (compreendendo as equipes da cidade do Rio de Janeiro e do Estado do Rio de Janeiro). O campeonato é popularmente chamado de Campeonato Carioca, mas deveria ser chamado de Campeonato Fluminense, já que o gentílico "carioca" compreende apenas os que nasceram na cidade do Rio de Janeiro, enquanto aqueles que nasceram em todo estado, incluindo a capital são chamados de "fluminenses". A adoção do termo Campeonato Carioca se deve pelo fato que o campeonato era chamado assim antes da fusão e também pela popularidade do Fluminense Football Club. Não soaria esquisito dizer que o Flamengo, Botafogo, Vasco ou até o Fluminense foram campeões fluminenses?

• Lamartine Babo compôs os hinos alternativos dos 11 participantes do Campeonato Carioca de Futebol de 1949 (America, Bangu, Bonsucesso, Botafogo, Canto do Rio, Flamengo, Fluminense, Madureira, Olaria, São Cristóvão e Vasco da Gama). A inciativa teve patrocínio do programa de rádio Trem da Alegria, que lançou LPs de cada um dos clubes. Lamartine Babo compôs, em um só dia, os hinos dos considerados seis maiores e mais tradicionais times de futebol do Rio de Janeiro (America, Bangu, Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco da Gama), dando preferência ao America, seu clube de coração. Em seguida, Lamartine Babo compôs os hinos dos demais clubes. O sucesso foi tão grande que muitos clubes passaram a adotar estes hinos como oficiais. O Flamengo, por exemplo, possui dois hinos: o oficial, criado em 1920 com letra e música de Paulo Magalhães (ex-goleiro do clube). Este é conhecido como "marchinha" e tem o refrão "Flamengo, Flamengo, tua glória é lutar, Flamengo, Flamengo, campeão de terra e mar"; mas o mais popular é atualmente o criado por Lamartine Babo, cujo refrão é "Uma vez Flamengo, sempre Flamengo".

• O Fluminense também possui mais de um hino oficial e um popular. O primeiro hino teve a letra composta por Coelho Neto sobre a música de Jack Judge e Harry Williams (It's a Long Way to Tipperary). Um ano depois, um novo hino foi composto com letra e música de Antônio Cardoso de Menezes Filho. O hino composto por Lamartine Babo é o mais reconhecido. O hino que começa com "Sou tricolor de coração, sou do clube tantas vezes campeão".

• Quantos hinos tem o Botafogo? O hino oficial do Botafogo Football Club, com letra de Octacílio Gomes e música de Eduardo Souto, é pouco difundido. O mais conhecido também foi criado por Lamartine Babo. É o hino que começa com "Botafogo, Botafogo campeão desde 1910". O primeiro título oficial do Botafogo foi o Campeonato Carioca de 1907, três anos antes do citado no hino, mas este só foi oficializado em 1996, com a divisão do título pelo Botafogo e Fluminense. Alguns torcedores cantam uma versão modificada do hino popular: "Botafogo, Botafogo campeão desde 1907". O Botafogo de Futebol e Regatas nasceu em 1942 da fusão do Club de Regatas Botafogo (fundado 1894, cujo foco principal era o remo e os desportos aquáticos) com o Botafogo Football Club (fundado em 1904, cujo foco principal era o futebol). O hino do Club de Regatas Botafogo foi escrito por Alberto Ruiz, presidente do clube em 1930.

• O Club de Regatas Vasco da Gama também possui um hino oficial e um popular. O primeiro hino conhecido como Hino Triunfal do Vasco da Gama teve a letra e música compostas por Joaquim Barros Ferreira da Silva em 1918 e foi gravado em 1930 pelo "Orfeão de Portugal". Um segundo hino foi composto por Ernani Corrêa e a Letra por João de Freitas, este é conhecido como "Meu Pavilhão". Assim como os outros clubes cariocas, o hino mais popular do Vasco da Gama foi composto por Lamartine Babo. O que começa com "Vamos todos cantar de coração. A Cruz de Malta é o meu pendão".

• O America Football Club tem o seu nome registrado muitas vezes de forma errada, com acento. A grafia original do clube é em inglês, logo, sem acento. Ainda hoje o clube mantém a mesma grafia, mas muitos veículos de comunicação usam o nome America em português (com acento).

• A primeira partida pelo Campeonato Carioca foi um 7 a 1. A partida inaugural do Campeonato Carioca foi disputada em 3 de maio de 1906 no Campo da rua Guanabara, no bairro de Laranjeiras, quando o Fluminense goleou o Paissandu. O primeiro gol da história do Campeonato Carioca foi marcado pelo atacante tricolor Horácio da Costa.

• Destacam-se também as conquistas do meia Jorge Henrique e do técnico Joel Santana. O jogador Jorge Henrique de Souza foi campeão 11 vezes em em sete campeonatos estaduais: cearense (Ceará), pernambucano (três vezes pelo Náutico), paranaense (Atlético Paranaense), carioca* (Vasco da Gama), gaúcho (duas vezes pelo Internacional), catarinense (Figueirense) e paulista (duas vezes pelo Corinthians). Já Joel Santana, que ficou conhecido também por memes gerados por seu peculiar inglês quando era treinador da seleção da África do Sul, tem 11 títulos estaduais, um brasileiro e outros importantes títulos como treinador. O folclórico treinador Joel Natalino Santana foi campeão estadual por seis anos seguidos por cinco clubes de dois estados (campeão carioca* pelo Vasco em 1992 e em 1993; campeão baiano pelo Bahia em 1994; campeão carioca* pelo Fluminense em 1995, campeão carioca* pelo Flamengo em 1996; e campeão carioca* pelo Botafogo em 1997).

• Apenas em duas oportunidades o Campeonato Carioca foi decidido fora da cidade do Rio de Janeiro. Logo na primeira edição o Campeonato Carioca foi decidido em Niterói, no campo do Rio Cricket e Associação Atlética. A segunda vez ocorreu em 2013, Botafogo e Fluminense decidiram a competição no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, já que o Estádio do Engenhão estava interditado.

• O Rio Cricket Club foi uma agremiação fundada por ingleses e descendentes para a prática de críquete em 1872. Após algumas discordâncias, um grupo de fundadores decidiu criar outra agremiação em Niterói, a Rio Cricket e Associação Atlética. Os permaneceram na cidade do Rio de Janeiro mudaram o nome do clube para Paissandu Atlético Clube, que foi campeão carioca em 1912. Com isso, surgiu uma rivalidade multiesportiva entre os dois clubes da colônia britânica que ficou conhecida como "Clássico dos Ingleses" Esta rivalidade se estendeu para o tênis, lawn bowls e futebol. Atualmente, o clube é um clube social e esportivo e mantém seu departamento de futebol amador.

• O Rio Cricket participou dos primeiros campeonatos cariocas, apesar de estar situado no estado do Rio de Janeiro e não no então Distrito Federal (cidade do Rio de Janeiro). Em 1916, o Rio Cricket teve que se licenciar do Campeonato Carioca (do qual era convidado especial, já que na época pertencia a outro estado) por conta da I Guerra Mundial, quando muitos de seus jogadores foram defender a Inglaterra. Em 1920, o clube retomou ao futebol. Em 1925, o Rio Cricket junto ao Canto do Rio, Fluminense NR, Gragoatá e Internacional de Niterói e o Serrano de Petrópolis, fundaram a Associação Fluminense de Esportes Athleticos (AFEA), para organizar um campeonato estadual do antigo estado do Rio de Janeiro. Vale lembrar que então o Campeonato Carioca representava a cidade do Rio de Janeiro, situada no Distrito Federal, e o Campeonato Fluminense passou a representar o estado do Rio de Janeiro, que tinha a capital Niterói. Depois da mudança da capital federal para Brasília, em 1960, a cidade do Rio de Janeiro passou a ser a sede e município único do estado da Guanabara. A fusão com o estado do Rio de Janeiro ocorreu em 1975. Os dois campeonatos, Carioca e Fluminense, foram unificados em 1979.

• O Campeonato Estadual da Guanabara durou de 1960 a 1979, quando houve a unificação do Campeonato Carioca (estado da Guanabara) e do Campeonato Fluminense (estado do Rio de Janeiro). O primeiro campeão da Guanabara foi o America. Última das sete conquistas do Campeonato Carioca pelo clube rubro. A última vez que o Bangu foi campeão carioca também foi conquistando o estadual da Guanabara, e 1966. A Taça Guanabara foi um torneio criado em 1965 à parte do Campeonato Estadual da Guanabara. Inicialmente, servia para definir o representante carioca na Taça Brasil. Em 1972, a Taça Guanabara passou a ser o primeiro turno do Campeonato Carioca (Estadual da Guanabara) e, depois da fusão, o primeiro turno do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro. A Taça Guanabara voltou a ser disputada um torneio à parte, mas apenas neste ano. Depois, na maioria das edições, o vencedor da Taça Guanabara enfrentava o vencedor da Taça Rio (segundo turno) para definir o campeão do Campeonato Carioca. O Flamengo é o maior campeão da Taça Guanabara, com 21 títulos.

• Em algumas edições o Campeonato Carioca foi disputado por mais de uma liga. A primeira cisão ocorreu na edição de 1912, quando foram realizadas duas competições do Campeonato Carioca: uma pela Associação de Football do Rio de Janeiro (AFRJ) e outra pela Liga Metropolitana de Sports Athleticos (LMSA). No ano anterior, o Botafogo abandonou a competição em protesto pela punição de um ano da competição de seu jogador, Abelardo de Lamare. O clube fundou a AFRJ e foi campeão pela mesma em 1912, no campeonato que contou também com o SC Americano, Paulistano, Germânia, Cattete e Internacional, todos da cidade do Rio de Janeiro e o Petropolitano de Petrópolis. O Paissandu foi o campeão pela LMSA, que também contou com Flamengo, America, Rio Cricket, Fluminense, Bangu, São Cristóvão e Mangueira. A AFRJ após promover seu primeiro campeonato fundiu-se à LMSA. O campeonato Carioca do ano seguinte voltou a ser disputado em uma única liga.

• A segunda cisão do Campeonato Carioca ocorreu em 1924, quando o Vasco da Gama foi campeão pela Liga Metropolitana de Desportos Terrestres (LDMT) e o Fluminense pela Associação Metropolitana de Esportes Athleticos (AMEA). A LMDT foi fundada em 1917, com o objetivo de manter o futebol amador, ideia herdada da liga anterior, a LMSA. Os clubes dissidentes fundaram, em 1924, a AMEA, que também englobava outros esportes. A AMEA teve fim em 1935, quando foi incorporada pela recém-criada Federação Metropolitana de Desportos (FMD). A LMDT continuou organizando campeonatos estaduais até 1932, mas com clubes menores. A atual Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) ignora os campeonatos da LMDT pós-1925 e não os considera seus campeões como campeões cariocas de futebol.

• A terceira cisão do Campeonato Carioca ocorreu de 1933 a 1937. O Botafogo conquistou o título de campeão pela AMEA e o Bangu pela LCF, seu primeiro título carioca. A Liga Carioca de Football (LCF) foi criada em 1933 para organizar competições de futebol nos moldes profissionais. Fluminense, Vasco, Flamengo e America disputaram o campeonato da LCF, que teve o Bangu como campeão. No ano seguinte, o Botafogo foi campeão pela AMEA e o Vasco pela LCF. No final de 1934, oito clubes (Botafogo, Vasco da Gama, Bangu, São Cristóvão, Andarahy, Olaria, Carioca e Madureira) fundaram a Federação Metropolitana de Desportos (FMD), que incorporou a AMEA, entidade oficial filiada à CBD. Sua rival, desde 1933, era a dissidente LCF, que defendia o profissionalismo. Em 1935, o Botafogo foi campeão pela FMD e o America pela LCF. No ano seguinte, o Vasco foi campeão pela FMD e o Fluminense pela LCF. A unificação do Campeonato Carioca em apenas uma liga ocorreu apenas em 1938.

• Em julho de 1937, a LFC e a FMD, se fundiram para criar a Liga de Futebol do Rio de Janeiro (LFRJ). O campeonato da FMD não foi concluído. Em 1941 foi criada a Federação Metropolitana de Futebol, substituída em 1960 pela Federação Carioca de Futebol. Em 1978 com o intuito de organizar o campeonato após a fusão dos estados da Guanabara e do Rio de Janeiro foi criada a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) após a fusão da Federação Carioca de Futebol e da Federação Fluminense de Futebol. A FERJ é única federação estadual de futebol do Brasil que não utiliza oficialmente o gentílico de seu estado em seu nome, no caso, fluminense.

• O São Cristóvão é o único clube no mundo a ter apenas um uniforme oficial, reconhecido pela FIFA: camisa branca, calção branco e meias brancas. O regimento interno da FERJ dá ao São Cristóvão a preferência no uso de seu uniforme contra qualquer adversário. O Santos, por exemplo, teve de jogar com seu uniforme dois (camisas listradas) na Vila Belmiro quando enfrentou o São Cristóvão. O estatuto do clube diz que na falta da camisa branca, o São Cristóvão deve atuar de rosa, uma das três cores do brasão, além do branco e preto. No entanto, o São Cristóvão já utilizou outros uniformes. No final da década de 1910, o clube atuou com uma camisa com listras verticais (brancas e pretas). Desde a década de 1930 o São Cristóvão não joga partidas oficiais sem a camisa branca. O clube, que formou nas divisões de base o artilheiro Ronaldo Fenômeno, já jogou com camisas alternativas em jogos amistosos.

• Com a fusão dos estados do Rio de Janeiro e da Guanabara em 1975 começaram as propostas de unificar o Campeonato Carioca (Estado da Guanabara) e o Campeonato Fluminense (Estado do Rio de Janeiro). A Federação Carioca de Futebol (FCF) e a Federação Fluminense de Desportos (FFD) permaneceram independentes, mesmo após a fusão dos estados. Três clubes fluminenses ganharam o direito de participar como convidados do campeonato carioca, enquanto os demais clubes do antigo estado do rio de Janeiro disputaram o Campeonato Fluminense (chamado também de Campeonato de Profissionais do Interior). O Campeonato Carioca de Futebol de 1976 foi o primeiro a ter times do interior do antigo estado do Rio de Janeiro, desde a fusão com a Guanabara. Americano, Goytacaz e Volta Redonda disputaram as edições de 1976 e de 1977 do Campeonatos Carioca.

• Em 1979 ocorreram dois Campeonatos Cariocas. O último Campeonato Estadual da Guanabara e o primeiro Campeonato Estadual do Rio de Janeiro. Os estados da Guanabara e do Rio de Janeiro tinham se fundido em 1975, mas as duas federações, Carioca e Fluminense, só foram unificadas em setembro de 1978. Os clubes cariocas não tinham interesse em criar imediatamente um campeonato com equipes de menos prestígio do interior do novo estado. O campeonato de 1979 seria o primeiro unificado entre os clubes do extinto Estado da Guanabara (cidade do Rio de Janeiro) e do antigo Estado do Rio de Janeiro, cuja capital era Niterói. Oficialmente denominado I Campeonato Estadual de Futebol pela recém-criada Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) reunia os seis melhores clubes do Campeonato Carioca (America, Botafogo, Flamengo, Fluminense, São Cristóvão e Vasco) e os quatro melhores do Campeonato Fluminense (Americano, Fluminense de Nova Friburgo, Goytacaz e Volta Redonda) da temporada anterior. Após a disputa deste torneio, disputado entre fevereiro a abril e vencido pelo Flamengo, a CBD considerou ilegal o critério desigual com mais vagas para os cariocas e forçou a FERJ a organizar um novo campeonato chamado "I Campeonato Estadual de Futebol", enquanto o primeiro campeonato foi renomeado "Campeonato Estadual Especial de Futebol". O primeiro campeonato do novo estado reuniu todos os participantes dos estaduais carioca e fluminense de 1978, num total de 18 participantes, disputado entre maio a setembro de 1979 e vencido também pelo Flamengo. O clube rubro-negro se tornou tricampeão carioca com três conquistas estaduais em menos de dois anos: duas pelo estadual da Guanabara e uma pelo estadual do novo estado do Rio de Janeiro (1978, 1979 Especial e 1979), ambos os torneios chamados popularmente de Campeonato Carioca. A rigor, os campeões cariocas, desde 1979, também são campeões fluminenses.

Saiba mais em: Curiosidades dos Campeonatos Estaduais de Futebol do Brasil

Clubes do Campeonato Campeonato Carioca

Veja a lista dos clubes em atividade, licenciados e extintos de todas as divisões do Campeonato Carioca.

Clubes em atividade do Campeonato Carioca
• 7 de Abril • Ação • America • Americano • Angra dos Reis • Araruama • Arraial do Cabo • Artsul • Arturzinho • Atlético Carioca • Audax Rio • Bangu • Barcelona • Barra da Tijuca • Barra Mansa • Bela Vista • Boavista-RJ • Bonsucesso • Botafogo • Brasil • Brasileirinho • Búzios • CAAC • Cabofriense • Campo Grande • Campos • Carapebus • Casimiro de Abreu • Ceres • Duque de Caxias • EC Resende • Flamengo • Fluminense • Friburguense • Gonçalense • Goytacaz • Heliópolis • Itaboraí • Itaperuna • Juventus • Macaé • Macaense • Madureira • Mageense • Maricá • Mesquita • Nova Cidade • Nova Iguaçu • Olaria • Paduano • Paraíba do Sul • Pérolas Negras • Portuguesa Carioca (Portuguesa da Ilha) • Profute • Queimados • Resende • Rio São Paulo • Sampaio Corrêa-RJ • Santa Cruz-RJ • São Cristóvão • São Gonçalo EC • São José de Itaperuna • Serra • Serrano • Teresópolis FC • Tigres do Brasil • Tomazinho • Vasco da Gama • Volantes • Volta Redonda

Clubes licenciados, extintos e demais clubes do Campeonato Carioca
• AA Cabofriense • AA Escolas de Samba • Adrianino • AE Independente • Albano • Alliança • América de Niterói • América de Três Rios • América Suburbano • Americano FC • Anchieta • Andarahy • Aperibeense • Apollo • Ararigboya • Astória • Atlético Magé • Atlético Rio • Atlético São José • Aviação Naval • Bandeirantes • Barbará • Barra da Tijuca FC • Barra FC • Barreirinha • Barreto • Barroso • Bayer • Belford Roxo • Belisário Penna • Benfica do Rio de Janeiro • Boa Vista • Boqueirão do Passeio • Brasil Industrial • Brasil Suburbano • Brasileiro • Bréscia • Búzios Verde • Byron • CA Central • Cabo Frio • Cachoeiras • Cachoeirense • Campinho • Cantagalo • Canto do Rio • Carapebus EC • Carbonífera • Cardoso Moreira • Carioca EC • Carioca FC • Carris Tráfego • Cascadura • Cascatinha • Castelo Branco • Cattete • CE Rio Branco • Central SC • Centro Gallego • CF Rio de Janeiro • CFZ • Clube da Paz • Cocotá • Coelho da Rocha • Collegio Latino-Americano • Colonial • Colúmbia • Combinado 5 de Julho • Combinado Rubro-Negro • Comercial de Volta Redonda • Condor • Confiança • Copacabana • Cordeiro • Cordovil • Coroados • Cosmos • Costeira • CR Guanabara • CR Icaraí • Cruzeiro de Niterói • Cruzeiro do Sul • Cubango • Curupaity • Del Mare • Deodoro • Deportivo La Coruña do Brasil • Diana • Dourados • Dous de Junho • Dramático (Ypiranga de Cascadura) • Duquecaxiense • EC Barreira • EC Maricá • EC Porto Real • Elite de Niterói • Engenho de Dentro • Enigma • Entrerriense • Esperança • Estrela do Norte de São Fidélis • Estudantes • Estudantina Musical • Everest • Exiles Association • Fênix 2005 • Flamengo de Volta Redonda • Flor das Selvas • Floresta • Fluminense de Niterói • Fonseca • Football and Athletic • Francisco Xavier Imoveis • Frigorífico • Fundição Nacional • Futuro Bem Próximo • General Electric Édison • Germânia do Rio de Janeiro • Ginásio Brasil-Portugal • Grêmio Km 49 • Grêmio Santa Cruz • Guanabara • Guaraína • Guarany • Haddock Lobo • Hellênico • Heróis • Icaraí • Ideal • Iguaçu • Imperial • Independência • Independentes • Ingá • Internacional de Botafogo • Internacional de Curicica • Internacional de Niterói • Irajá • Itaboraí FC • Itaguaí • Italva • Itamaraty • Itamaraty Eletro • Itapeba • Itatiaia • Jacarepaguá • Japeri • Japoema • Jequiá • Jequiá • Jornal do Commercio • Kaiserburg • Laje • Leme AC • Leme FC ZS • Leopoldina Railway • Light • Lucas • Macaé Esporte (Botafogo de Macaé) • Mackenzie do Rio de Janeiro • Mangaratiba • Mangaratibense • Mangueira • Manufatora • Manufatura Nacional de Porcelanas • Maracanã • Marinho • Marítimo • Mauá • Mavílis • Metalúrgico • Miguel Couto • Miguel de Vassouras • Minerva • Miracema • Municipal de Campos • Municipal de Paquetá • Municipal FBC • Nacional de Guadalupe • Neves • Nilópolis • Niterói • Nova América • Nova Friburgo • Novo Rio • Oceano • Odeon • Oity • Olarias • Oliveiras • Olympico de Bom Jesus do Itabapoana • Opera Nazionale Dopolavoro Palestra Itália - ONDPI • Paissandu • Paladino • Palmeiras do Rio de Janeiro • Paraizo das Borboletas • Parames • Paratiense • Parnahyba • Paulistano do Rio de Janeiro • Pavunense • Penha • Pereira Passos • Pery • Petropolitano • Piraquara • Portela • Porto Real • Portugal-Brasil • Progresso • Quissamã • Raiz da Gávea • Ramos • Real Maré • Realengo • Recreio dos Bandeirantes • Riachuelo FC • Rio Branco FC • Rio Cricket • Rio das Ostras • Rio das Pedras • Riopretano (Clube Atlético São José) • Riostrense • River • Rodoviário Piraí • Royal • Rubro Social • Sampaio • Santíssimo • São Gonçalo FC • São João da Barra • São João da Barra FC • São João de Casimiro de Abreu • São João de Meriti • São José do Rio de Janeiro • São Paulo-Rio • São Pedro • São Pedro EC • Saquarema • SC América • SC Americano • SC Brasil • SC Riachuelo • SC Rio Branco • SC Rio de Janeiro • Semeando Cidadania • Siderantim • Silva Manoel • Smart • Sparta • Sporting Brasil • Standard • Sudan • Syrio e Libanez • Tamoio FC • Tamoyo EC • Tanguá • Taquaral • Teresópolis EC • Terra Nova • Tietê do Rio de Janeiro • Tijuca • Tio Sam • Tracção • Três Rios • Triângulo Azul • Tupy de Paracambi • União AC • União Central • União de Marechal • União Nacional • Unidos do IV Centenário • Universal FC do Rio de Janeiro • Valim • Vasquinho • Vassouras • Vera Cruz • Vesúvio • Viação Excelsior • Vicente de Carvalho • Vila Isabel • Vila Joppert • Villa Rio • Volantes • Walmap • XV de Araruama • Yasmin • Ypiranga de Niterói

Ficha do Rio de Janeiro

Bandeira do Rio de Janeiro   Brasão do Rio de Janeiro
Bandeira do Rio de Janeiro e Brasão do Rio de Janeiro

Região: Sudeste
Capital: Rio de Janeiro
Gentílico: fluminense
Rio de Janeiro faz divisa com: Minas Gerais, São Paulo e Espírito Santo.
Mesorregiões: 6 (Baixadas | Centro Fluminense | Metropolitana do Rio de Janeiro | Noroeste Fluminense | Norte Fluminense | Sul Fluminense)
Microrregiões: 18 (Bacia de São João | Baía da Ilha Grande | Barra do Piraí | Campos dos Goytacazes | Cantagalo-Cordeiro | Itaguaí | Itaperuna | Lagos | Macacu-Caceribu | Macaé | Nova Friburgo | Rio de Janeiro | Santa Maria Madalena | Santo Antônio de Pádua | Serrana | Três Rios | Vale do Paraíba Fluminense | Vassouras)
Municípios: 92
Área: 43.696,054
População: 15.383.407 (2005)
Cidades mais populosas: Rio de Janeiro, Nova Iguaçu, Niterói, Duque de Caxias, São Gonçalo, São João de Meriti, Campos dos Goytacazes, Petrópolis e Volta Redonda
Densidade: 329,37 habitantes/km²
Climas: tropical
Fuso Horário: GMT-3 (horário de Brasília).

Indicadores do Rio de Janeiro:
Analfabetismo: 5,4% (2003)
Mortalidade infantil: 14,9% (2003)
Expectativa de vida: 73,4 anos
Índice Gini: -
IDH do Rio de Janeiro: 0,807 PNUD/2000
PIB do Rio de Janeiro: R$ 190.384.406.000,00 (2003)
PIB per capita: R$ 11.459,00 (2002)
Quem nasce no Rio de Janeiro é: fluminense (carioca é quem nasce na capital)
Sigla: RJ
Hino do Estado do Rio de Janeiro em MP3: n/d.

Mapa do Rio de Janeiro
Mapa do Rio de Janeiro

História dos Campeonatos Estaduais de Futebol do Brasil

O Brasil é um país continental. Alguns estados brasileiros são maiores do que muitos países. A impossibilidade de se criar um campeonato em âmbito nacional gerou a criação de campeonatos estaduais quando o futebol começou a se popularizar. A tradição destes campeonatos ainda resiste e é um dos motores das rivalidades das equipes do mesmo estado. Saiba nesta página qual o campeonato estadual mais antigo do país, qual o clube que tem mais títulos estaduais no país, entre outras curiosidades dos campeonatos estaduais de futebol do Brasil. Saiba mais em: História dos Campeonatos Estaduais de Futebol do Brasil

• Site oficial da Confederação Brasileira de Futebol - CBF.

Campeonatos Estaduais de Futebol do Brasil

História : Campeões : Campeões consecutivos (bicampeões, tricampeões, etc) : Campeões do Século XX : Campeões do Século XXI : Clássicos estaduais : Curiosidades : Estatísticas : Artilheiros : Assistências : Maiores goleadas : Clubes : Clubes em atividade : Clubes com mais participações : Maiores torcidas : Turnos : Torneios extras : Divisões : Campeonatos Amadores : Taça dos Invictos : Campeonato do Interior : Torneio Início : Troféu : Bola oficial : Video game : Jogos na TV : Jogos na Internet : Jogos no Rádio : Notícias : Fotos : Vídeos : Estádios : Premiação : Árbitros : Jogadores : Treinadores : Ingressos : Média de público : Uniformes e Camisas : Campeonatos estaduais mais antigos do Brasil : Campeonatos estaduais com mais edições : Clubes que disputam campeonatos estaduais em outros estados : Campeonatos Estaduais da Região Centro-Oeste : Campeonatos Estaduais da Região Nordeste: Campeonatos Estaduais da Região Norte : Campeonatos Estaduais da Região Sudeste : Campeonatos Estaduais da Região Sul

• Campeonato Estadual do Acre - Campeonato Acriano
• Campeonato Estadual de Alagoas - Campeonato Alagoano
• Campeonato Estadual do Amapá - Campeonato Amapaense
• Campeonato Estadual do Amazonas - Campeonato Amazonense
• Campeonato Estadual da Bahia - Campeonato Baiano
• Campeonato Estadual do Ceará - Campeonato Cearense
• Campeonato Estadual do Distrito Federal - Campeonato Brasiliense
• Campeonato Estadual do Espírito Santo - Campeonato Capixaba
• Campeonato Estadual de Goiás - Campeonato Goiano
• Campeonato Estadual do Maranhão - Campeonato Maranhense
• Campeonato Estadual de Mato Grosso - Campeonato Mato-Grossense
• Campeonato Estadual de Mato Grosso do Sul - Campeonato Sul-Mato-Grossense
• Campeonato Estadual de Minas Gerais - Campeonato Mineiro
• Campeonato Estadual do Pará - Campeonato Paraense
• Campeonato Estadual da Paraíba - Campeonato Paraibano
• Campeonato Estadual do Paraná - Campeonato Paranaense
• Campeonato Estadual de Pernambuco - Campeonato Pernambucano
• Campeonato Estadual do Piauí - Campeonato Piauiense
• Campeonato Estadual do Rio de Janeiro * - Campeonato Carioca / Campeonato Fluminense
• Campeonato Estadual do Rio Grande do Norte - Campeonato Potiguar
• Campeonato Estadual do Rio Grande do Sul - Campeonato Gaúcho
• Campeonato Estadual de Rondônia - Campeonato Rondoniense
• Campeonato Estadual de Roraima - Campeonato Roraimense
• Campeonato Estadual de São Paulo - Campeonato Paulista
• Campeonato Estadual de Santa Catarina - Campeonato Catarinense
• Campeonato Estadual de Sergipe - Campeonato Sergipano
• Campeonato Estadual do Tocantins - Campeonato Tocantinense

* O título oficial do Campeonato Carioca é Campeonato Estadual do Rio de Janeiro. O gentílico (o que designa um indivíduo de acordo com o seu local de nascimento) "carioca" é oficialmente destinado apenas para os que nascem na cidade do Rio de Janeiro. Já o gentílico do estado do Rio de Janeiro, incluindo a capital do estado, é "fluminense". Alguns anos após a fusão do estado da Guanabara (cidade do Rio de Janeiro) com o antigo estado do Rio de Janeiro, o Campeonato Fluminense foi extinto. O atual Campeonato "Carioca", portanto, deveria ser denominado "Campeonato Fluminense".



 

As dez melhores cidades para viajar em 2020

Veja o vídeo quais são as das dez melhores cidades para viajar em 2020. Esta seleção foi feita por centenas de colaboradores da maior editora de guias de viagem do mundo. Eles escolheram os destinos com as melhores atrações para você conhecer em 2020.


Fonte: Quetalviajar

Quem somos

O QuadroDeMedalhas.com é um site de todos os esportes. Fundado em 2006 por pessoas que gostam e admiram os mais diversos eventos esportivos. Confira aqui a programação, história, regras e as principais competições esportivas.


Contato

Sugestões? Informar erros? Dúvidas? Entre em contato.

Sites recomendados

Gattopardo Pro - Mentoria e Análise de Desempenho Digital
Cadê Meu Táxi?
Qual DDD?
Qual DDI?
Quadro de Medalhas
Qual TV por Assinatura
Que Tal Viajar
Só Passagem de Avião
Só Passagem de Ônibus
Tudo de Carros

Próximos Eventos Esportivos

Eurocopa 2020
Eurocopa 2020 Eurocopa